Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

embuscadamaternidade

Diário de alguém que sonha ser Mãe e tem o difícil papel de tratar a infertilidade por tu.

Diário de alguém que sonha ser Mãe e tem o difícil papel de tratar a infertilidade por tu.

embuscadamaternidade

28
Jan16

Uma vida nova!


Embuscadamaternidade

Pois é verdade, desapareci por uns tempinhos mas por uma boa causa. Já estamos a viver na casa nova e tudo corre relativamente bem. É certo que o trabalho é imenso, que não tem fim, mas não deixa de ser o nosso canto, a nossa família junta como assim o deve ser.

O único stress que temos é o mais velho que não fica a dormir sozinho  infelizmente eu já não sei o que é dormir acompanhada, já que o marido fica com ele, principalmente agora que mudamos de casa e ele estranhou. Mas vamos aguardar mais uns tempos para depois sim fazermos a adptação a esse nível. Para mim não há regras não há certezas, todas as famílias, contextos e crianças são diferentes e cada uma sabe o que é melhor para si. No outro dia alguém me criticou por deixá-lo dormir com o pai e eu não gostei. Primeiro porque existe o tom de conselho que não é igual ao da crítica e nesse caso devem é ficar caladas e não se meterem na vida dos outros, segundo porque se formos a ver na casa dessa pessoa há situações que eu por exemplo também não acho exemplares e não me meto. Por isso dou-vos este conselho, um dia vão ser eles a não querer dormir connosco, a não querer estar connosco e aí teremos muito tempo para estarmos sós. Eles não vão ficar mais dependentes nem mais carentes nem mais susceptíveis nem com problema de espécie alguma por dormirem com os pais, por favor agora é só teorias ridículas! Então as famílias que dormiam inteiras no mesmo quarto devem ir juntas até à casa de banho, pelo amor de Deus, haja paciência! Se isso significar que ele durma bem, descanse, não fique nervoso, nem com medo que assim seja. Eu e o pai teremos de ter mais paciência e também de tentar contornar a nossa ausência, pois a partilha do quarto é bastante importante, pois é lá que as maiores e melhores conversas se dão. pelo menos connosco é assim. Essa é a parte que sinto mais falta, não ter tempo para mim (nenhum, não há não existe é mau) mas bem pior não ter tempo para nós, nós casal. Não conseguimos ter uma conversa, um momento, simplesmente não conseguimos estar. estamos sempre divididos entre este ou aquele, segurar aquele ao colo, olha a fralda, olha o banho, o jantarrrr, o cócó "não faças isso",vomitou... " mãe fala comigo, pai não fala" "não grites", "tapa o bebé", tens de te levantar, olha os remédios... etc. etc. é um sem fim de tarefas que não nos permite estar a conversar quanto mais namorar. Mas não me quero queixar pois sei que é uma fase, e escolhida por nós. Estamos nesta situação porque assim o quisemos. É lógico que sem passar pelas coisas não podemos adivinhar exactamente como vai ser mas três filhos nunca poderia ser fácil, ainda para mais com os meus: um terrorista + dois gémeos é cereja no topo!

Adiante... os bebés têm estado bem, adaptaram-se lindamente, mas isso já adivinhava, eles são uns castiços, muito meiguinhos, calminhos. O mais pequenino ficou de novo doente, com muita tosse, tá sempre constipado, que sina! Acredito que vai ter a mesma conclusão que a do António ser operado! A outra anda sempre bem, risota para a frente risota para trás é do mais meiguinho que há. Faz tantas festinhas maravilhosas na cara das pessoas, adoro. Adoro como ela me faz festinhas, e como ele abre e fecha os dedos sempre que bebe biberão, antes fazia-me umas cocegas no peito agora arranha o biberão mas é mesmo engraçado. ele já tem dois dentinhos, nasceram ha uns dias, ela ainda não tem nada. 

As comidas já têm corrido melhor! Os biberões nunca têm medida certa ora bebem 100, ora 180, ora 75, ora 120 é mesmo assim, ambos são assim e não me preocupa nada. A comida, papa e sopa, já comem bem também e a barriguita não dá problemas, portanto tudo sobre rodas.

Quanto a mim, a minha cabeça anda um caco, já para não falar que engordei não sei quantos quilos. A comida será sempre o meu refúgio, ou melhor as bolachas, bolachinhas, doces, chocolates ai ai. Fico triste ao pensar que não engordei por aí além na gravidez e a seguir deixei-me chegar a este estado, mas olhem é muita coisa e para me aguentar foi a maneira que arranjei. A ver se quando o ritmo estabilizar, já que ainda me encontro a organizar tudo em casa e que trabalheira está a dar, para meter quase tudo no sítio  Quase porque já nada será como antes da maravilha de dar à luz... Quanto à memória, essa já se foi há seculos, anos luz. Não em lembro do que fiz há um minuto, esqueço-me do que disseram há um segundo. A sério mesmo mesmo mau. Tenho de ter imenso cuidado para não trocar tudo, uma grande chatice. O cabelo esse caiu, mas não tanto como da outra vez. Estou sim com uma falha pequena à frente (geneticamente o meu cabelo já é fracote), mas desta vez antes de ele começar a cair, que foi de novo por volta dos quatro meses, comecei a utilizar um spray (que já tinha usado no passado) da farmácia e que faz milagres. nada melhor. O que é que ele faz? faz crescer o cabelo que nós temos. A nossa quantidade de cabelos, foliculos já está definida desde que nascemos, ou temos muitos ou poucos isso ninguém muda, mas se enquanto os tivermos podermos ajudá-los a crescer e a fortalecê-los melhor e pronto é isso que o remédio faz. Ele faz crescer os cabelitos que estavam presos no couro cabeludo, ora bem não estou a utilizar os nomes cientificos da coisa, já vos disse como estou mal da memória não já? De maneira que, e para sintetizar, cresceram-me muitos cabelinhos à frente e aqui estão a tapar as falhas e a desenvolver. Pelo menos a esse nível físico estou feliz!!! Nada mais importante que ter uma boa moldura para o nosso rosto. Quem passa por isto de certeza que percebe o que quero dizer.

Por hoje vou deixar-vos, o tempo escasseia. Um grande beijinho e espero que me continuem a ler, porque escrevo para todos vós e espero que algumas das minhas partilhas vos ajudem de alguma forma.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Visitas

free counter

Estatísticas


Estatisticas Gratis

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Agora