Diário de alguém que sonha ser Mãe e tem o difícil papel de tratar a infertilidade por tu.

.posts recentes

. Varicela!

. O ritmo continua acelerad...

. Antes que o Ano acabe...

. 1 Mês de creche, os desaf...

. Olá! Então essas férias?

. Terapias, trabalhos, cans...

. Nova busca nova esperança

. Diagnóstico quase confirm...

. Longe de nós...

. Parar, pensar e saborear....

.arquivos

. Março 2018

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

Sábado, 30 de Dezembro de 2017

Antes que o Ano acabe...

Quase em 2018 e eu sem dar notícias, shame on me!

Gostava de vos dizer que tudo vai rolando mais ou menos dentro da normalidade. O meu pequeno mais pequenino continua a dar que fazer, continuamos em terapias com ele, mas aos poucos parece que vai desenvolvendo e evoluindo da melhor forma. Ainda não fala :( andamos ansiosos para que sim! Mas já palra bastante. Há quem acredite que quando arrancar vai ser igual aos irmãos, tagarelas sem fim... Esta tem sido a parte dura, o nosso maior desafio. Mas o nosso filhote não nos deixa ficar áquem e vai se esforçando e conquistando aos poucos a sua vida. 

Quanto à imã, essa é uma arrebitada por natureza. uma espertinha e diabinha. Tem uma feitio que Deus me livre! Mas á tanto gozo observá-la quando brinca. Eu fico vários minutos parada, enternecida a olhá-la. Tem piada, é querida... São momentos como esses que adorava conseguir gravá-los. Mas não consigo, passado um dia já os esqueci. A minha memória de formiga não retém nada. Só o sentimento não deixa enganar. É um amor desmedido.

Depois vem o mais velho, a nossa dor de cabeça. Desculpa filho mas realmente és demais! É um miudo completamante difícil. É um espectáculo. É diferente de tudo e de todos. para mim será será um case studie. O que tem de bom tem de complicado. Ainda hoje fui levá-lo ao Peter Pan... e foi um ai Jesus. o ùnico miudo daquele teatro cheio a barrotar que berrava como se o tivessem a matar porque não queria entrar. E não entrou. Fiquei com os bilhetes na mão, passeia maior vergonha e vim a chuchar no dedo. Qualquer miudo quer passear, ir ao cinema, ao teatro... mas este não. Este fica transtornado com a ideia de multidão, de fantasia, barulho... olhem nem sei bem, porque ele não explica. Um desespero!

Em realção ainda ao mais novo... fomos fazer um rastreio oftalmologico e o pequeno acusou valores errados. A irmão não, mas ele... tinha que ser. Agora espero que o chamem do hospital para ver o que mais tem. Se demorarem vou ao privado, tenho medo que esteja a ser prejudicado tb pela visão.

Quanto à escolinha está tudo lá bem. Acho que estão melhores la que em casa. Acho não, tenho a certeza. Ainda este mês ficamos todos doentes em casa, doenças sem sim e foi o terror. Aliás deu para perder a festinha de Natal deles. Fiquei tão triste! A primeira festinha dos gémeos. Só foi ela (que ainda não estava doente) e eu nem pude ir assistir que estava de cama. E nem o mais velho foi à festa que era a última de Natal nesta escola, já que ele é finalista. mais uma dor de cabeça... idade... escola primária... localização... ai nem quero pensar nisso!!

Entretanto o meu trabalho aperta, aperta bastante. Corre bem, mas tem dado que fazer. Sinto que devia estar mais tempo com os miudos mas que não consigo... Aliás agora até devia era estar com o marido, esse ser que partilha comigo uma casa, mas que por vezes nem me lembro que existe. Precisamos imenso de ir fora, de ir passar uma noite fora, conversar, namorar... afastarmo nos um pouco de toda esta rotina. Mas deixar 3... eterna e difícil questão. Este ano a nível de datas foi um terror. primeiro nos anos dele senti me mal e la se foi o fim de semana, depois nos meus anos senti me mal e la foram os meus anos e agora no natal fiquei de cama, e não houve nada para ninguém. Neste aspecto o ano não foi simpático, por isso e sempre o que peço é saúde! Muita saúde, sem ela nao se faz nada. E peço muita saúde para os meus pequenos que amo mais que o mundo inteiro! Eles são umas pestes mas merecem tudo o que de melhor a vida tiver.

 

A vocês só vos posso desejar um Feliz 2018! Que a vida não pregue muitas partidas e que essencialmente corra bem.

Beijinhos grandes e sejam felizes!!


publicado por Embuscadamaternidade às 23:35

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


blogs SAPO

.subscrever feeds