Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

embuscadamaternidade

Diário de alguém que sonha ser Mãe e tem o difícil papel de tratar a infertilidade por tu.

Diário de alguém que sonha ser Mãe e tem o difícil papel de tratar a infertilidade por tu.

embuscadamaternidade

23
Out17

1 Mês de creche, os desafios continuam!


Embuscadamaternidade

Olá a todos!

Tenho andado tremendamente desaparecida e quase todos os dias me lembro que tenho de passar aqui, mas simplesmente não dá... o tempo foge-me por entre os dedos, é incrível. Por mais que me esforce por menos horas que durma, os dias passam a correr e não tenho conseguido dar vazão a tudo que me aparece.

O maisimportante para vos contar é que os miúdos estão na escolinha e que os primeiros dias foram um sufoco... a pequenita reagiu pessimamente, chorou baba e ranho, tremeu que nem varas verdes e vomitou. Ai como ela vomitou, foi na escola à refeição, foi no meu carro (desespero total) e até no colo da durona da educadora. Vi o caso muito mal parado, até porque a generalla (termo carinhoso para a educadora deles) foi bastante rigida e nada ternurenta nos inícios... Hoje, passado um mês continua rigida mas parece que mais carinhosa, uma vez que já os dobrou. Vou precisar de algum tempo para vos falar desta ave rara! Quanto ao irmão, nosprimeiros dias foi fantástico claro, nem se apercebia do que estava realmente a acontecer, mas uma semana depois começou ele a chorar e a agarrar me. E se ela me custou, bem... virar as costas a ele... ui, ui. Especialmente entregando a uma educadora que diz que ele não tem nada e que simplesmente não foi devidamente puxado em casa... complicadíssimo!!!

1 mês depois já nenhum chora, nenhum me pede clemência, e ela até diz bastantes vezes o nome da generalla e o F também corra na direcção dela quando a vê, portanto algo deve estar a ser bem feito.

 

Conclusões: 4 semanas passadas e a B está muito mais evoluida. ela sempre foi um despache mas agora nada a pára. fala como se nao houvesse amanhã, come tudo sozinha sem se sujar, e está muito sabichona. O lado mau é que as birras intensificaram. Ui é com cada uma! Quem a vê diz que fofinha tão pequenina, e mal sabe que ela é uma mini diaba.  Brava que dói. Está sempre a pegar-se com o irmão mais velho. Ui esses andam sempre pegados, para mal da minha cabeça e dos meus ouvidos.

Ele, já tenta comer sozinho, já fica sentado na cadeira do refeitório, sem precisar de um lenço a prendê-lo à cadeira (precisava porque se balançava constantamente) e interagecada vez mais. Aqui a terapia tem sido também um bom ponto de viragem. Ele foi à professora Júlia que ficou de queixo caído com os avanços dele. Disse que estava a ser exemplar, e até voltou a adiar os exames neurológicos, pelo menos até daqui a 4 meses, altura de novo consulta. Diz que ele deu um salto brutal, e nós vemos claro. O F mal andava quando lá foi, agora anda, ate corre. Corresponde a tudo com o olhar, interage, joga, percebe. Ela ficou satisfeitissima e nós respiramos de alívio. Mesmo vendo os resultados nada como ouvir. E encheu-nos de orgulho este mini doce, porque tem se esforçado tanto tanto, que na semana passada acho que o levamos ao extremo do stress. Motivo pelo qual pedi para desacerelarmos, a páginas tantas já estava a ser puxado por mim, pela educadora, pelos terapeutas, era o dia todo em cima dele, e um mais exigente que o outro, coitadinho!

Portanto os miudos vão andando. 

O António fez 5 anos ha uns dias, e está novamente de gancheta. Na escola a professora diz que não, que está muito mais calmo, mais cooperante, atento, já faz uns desenhos (nao tinha paciência nem jeito coitado, sai aos pais) e que deu um salto. Em casa os saltos continuam a ser de formiga. AHHAHA. Há alturas em que me parece que deu o clique mas depressa acordo.  Ele é duro de roer, é espero, diria que é mesmo inteligente. Saido nas respostas, raciocinios implacáveis. Um miúdo que me orgulha pela diferença, acho-o mesmo muito especial, há qualquer coisa nele... mas que ao mesmo tempo minha nossa, as rugas que me apareceram só as custas destes 5 anos. Não duvidem é tão dificíl lidar com ele. É nervoso, stressado. É teimoso, impliquento. Preguiçoso mas pronto maravilhoso.

Agora deixo vos este mini texto porque tenho de ir preparar as coisas para a escola amanhã, mas ainda volto em breve porque há mesmo muito para contar.

Beijinhos!!!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Visitas

free counter

Estatísticas


Estatisticas Gratis

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Agora