Diário de alguém que sonha ser Mãe e tem o difícil papel de tratar a infertilidade por tu.

.posts recentes

. 1 Mês de creche, os desaf...

. Olá! Então essas férias?

. Terapias, trabalhos, cans...

. Nova busca nova esperança

. Diagnóstico quase confirm...

. Longe de nós...

. Parar, pensar e saborear....

. Novidades nossas!

. A vida corre e não olha p...

. Nó na garganta, coração a...

.arquivos

. Outubro 2017

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

Quarta-feira, 7 de Dezembro de 2016

Desfeita em lágrimas

António " Mãe eu não quero que tu morras. Isso é muito triste. Eu vou ter muitas saudades tuas... Mãe eu não quero que vás para o céu. Vou ter tantas saudades tuas..." Isto acompanhado de choro e abraço sem fim doi. Mas dói tanto que eu nem consigo escrever. Esta conversa foi há pouco já de noite espero que não tenha pesadelos... Eu não minto e não embelezo a morte. Podía faze lo para ele não se preocupar já mas não sei porque não fiz. Quando ele fala que um menino faz qq coisa de mal (coisa mortal) e que morre mas que depois volta eu sinto necessidade de dizer que não. Com o intuito de travar qualquer ideia louca que possa ter e pensar que morrer é desaparecer mas poder aparecer a seguir. Foi isso que me levou q dizer que não. Que não voltamos mais que ficamos no céu. Ele hoje associou e lá lhe expliquei que isso só iria acontecer quando eu fosse mto velhinha de bengala e cabelos brancos e que ainda sou muito nova e vou vê lo a crescer a casar e ter filhos e vamos ser muito felizes. E que nunca estaremos separados. Que todos vamos viver no céu quando formos mto velhinhos e ficaremos sempre juntos. Que nunca o deixarei e pronto foi aqui que menti... Claro que vou deixar... Que dor, que angustia, que prova tão dura que Deus nos deu. Nem estou em mim... Tão triste! Que saudades vou ter dele. O meu grande amor.


publicado por Embuscadamaternidade às 22:10

link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De HD a 7 de Dezembro de 2016 às 22:21


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30
31


.Visitas

free counter

.Estatísticas


Estatisticas Gratis

.Agora

blogs SAPO

.subscrever feeds