Diário de alguém que sonha ser Mãe e tem o difícil papel de tratar a infertilidade por tu.

.posts recentes

. 1 Mês de creche, os desaf...

. Olá! Então essas férias?

. Terapias, trabalhos, cans...

. Nova busca nova esperança

. Diagnóstico quase confirm...

. Longe de nós...

. Parar, pensar e saborear....

. Novidades nossas!

. A vida corre e não olha p...

. Nó na garganta, coração a...

.arquivos

. Outubro 2017

. Agosto 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

Sexta-feira, 5 de Agosto de 2016

As descobertas

Pois estamos cá há uma semana e o que tem vindo a acontecer é uma série de descobertas.

Os gémeos deram um pulo visível. Amanhã fazem 13 meses, ainda não andam nem ficam de pé mas mexem-se imenso, palram bastante e fazem já as primeiras birras, principalmente ela que é bem mais brava  e interagem bastante. O facto de lá não termos tido praticamente televisão nenhuma conseguimos agora evitar que vejam tanta aqui também, o que eu acho que tem sido óptimo para se libertarem daquele estado de apatia e repararem em tudo o que se passa à volta deles e assim estarem disponíveis para descobrir. Rolam pelo chão fora... quem precisa de gatinhar? Chegam a todo o lado assim.  É muito giro vê-los. Dois brinquedos que ajudam na evolução motora deles são o baloiço de porta, onde gostam de estar mas pouco tempo e o "andador" fixo, daqueles que dá para eles saltarem e terem brinqueditos à volta e música, nesse ficam horas e horas sem se cansarem e adoram. O "andador" foi nos desaconselhado pela pediatra, confesso que tive imensa vontade de o comprar para ver se os punha a andar mais depressa, mas agora além daquela teoria do possível deslocamento das ancas há a certeza de acidentes, quedas, perigos. Portanto optei por um que não anda mas este como a cadeira roda (saco de pano com dois buracos para as pernas) eles também conseguem das alguns  passos, não é comparável o movimento, mas tem-nos estimulado bastante além de que os entretém imenso, nem pensam na televisão. Querem cada vez mais gente por perto e que se lhes dê atenção, estão uns crescidos.

Quanto ao meu mais que tudo primogénito esse também está espectacular. Não vou dizer que deixou de fazer as asneirolas e tal não mas... está diferente. Veio mais crescido, parece que libertou nas férias os demónios todos e os deixou por lá, pelo menos por enquanto, o mais certo é voltarem. Mas realmente tem sido uma semana tranquila, ele anda um querido, e vejam só resolveu por ele próprio deixar a franda da noite. Eu sei que ele já caminha para os 4 anos mas não estava preparado, uma vez que acordava sempre com a fralda carregada de xixi. Mas agora  e assim sem mais nem porquê começamos o desfralde sem notar, sem pressões... uma surpresa! Já tivemos um acidente e provavelmente mais se seguirão, mas uma vez demonstrada a vontade de não usar fraldas porque "já sou um homem" seja feita a sua vontade e há que aproveitar esse estado de espírito.

Ele tem sofrido um bocadito nestes dias pois todos os amigos estão de férias e na escola só tem dois coleguinhas da sala dele. De maneira que nunca tem muita vontade de ir para lá, mas lá vai andando. Outra coisa onde deu um pulo enorme foi na fala. Eu nem me acredito que há um ano atrás pouco ou nada dizia, por causa do problemazito "otorrino" dele e hoje que vocabulário, é incrível. Eu acho que eles hoje em dia são super evoluidos, mas há quem acredite que este está muito à frente. Eu não sei. Sinto que é especial mas não sei como. Provavelmente sê-lo-à só para mim, mas isso chega-me...

Portanto estou numa fase boa e neste caso o terminarem as férias foi bom também que estranho, mas quem me dera lá estar. Agora pensamos ir de fim de semana prolongado, mas sem os pequenitos, só com o AM. A ver vamos...

Beijinhos e tudo a correr bem!


publicado por Embuscadamaternidade às 10:07

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30
31


.Visitas

free counter

.Estatísticas


Estatisticas Gratis

.Agora

blogs SAPO

.subscrever feeds